Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Vereadores aprovam locação de sala para que Barra Velha não fique sem agência dos Correios

Publicado em 09/05/2018 às 18:45 - Atualizado em 09/05/2018 às 18:45

Alex Marcelo pediram que custeio do aluguel seja transitório
Créditos: Fotos Juvan Neto e Divulgação Baixar Imagem

Os vereadores de Barra Velha aprovaram por unanimidade, no último dia 3 de maio, o custeio do aluguel de uma sala comercial por parte da Prefeitura de Barra Velha, que abrigará a nova agência dos Correios na cidade. O apoio dos parlamentares, bem como o interesse da Prefeitura, deu-se após a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) ameaçar fechar a agência no município, alegando problemas financeiros e estruturais.

Mesmo com a locação aprovada pelos parlamentares, Barra Velha perderá o setor de entregas de correspondências dos Correios, o qual será instalado em São João do Itaperiú. O presidente do Poder Legislativo, Alex Sandro Correia dos Santos, o Alex Palmital (PSD), juntamente com os demais vereadores, destacou apoio ao projeto da Prefeitura, mas lamentou o corte de investimentos por parte da estatal do Governo Federal.

A princípio, a alegação dos Correios é que enfrentava problemas para renovar a locação do imóvel atual da agência, localizado na Rua Paraná, devido a impedimentos “logísticos e jurídicos” – de onde surgiu a versão de que São João seria o melhor local para abrigar os serviços. O comunicado e o pedido de custeio do aluguel foi feito dia 21 de março pelo gerente regional de atendimento dos Correios, Estevan Afonso Fenner da Silva, solicitando a cessão de um imóvel. Os vereadores e o prefeito Valter Zimmermann (PSD) desenvolveram o projeto em regime de excepcionalidade, visando evitar que a agência fosse transferida.

Pelo projeto de lei 41/2018, a Prefeitura está autorizada a destinar R$ 2.000 mensais para o custeio da locação da sala comercial, pelo período de 12 meses. Alex Palmital frisou, entretanto, que após esse período, é importante que a ECT solucione seus problemas internos, e não mais recorra aos recursos do Município, que oneram uma Prefeitura que já trabalha com dificuldades orçamentárias.

Já o vereador Marcelo Nogaroli (MDB), no seu discurso do dia 3, expressou sua preocupação e também do médico e parlamentar Jorge Mário Borghetti (DEM), acerca da má notícia de que Barra Velha perderia sua agência. Vários servidores dos Correios acompanharam a sessão legislativa na noite do dia 3, atentos ao futuro e ao destino da agência.

“Soubemos que os correios estão em crise, e cogitaram de levar a agência para São João do Itaperiú”, destacou Marcelo, demonstrando não entender os motivos do que chamou de retrocesso. “Não por ser São João menor do que Barra Velha”, destacou o vereador. “Mas porque essa situação mostra o problema de gestão que há anos os correios vêm passando no Brasil”, acrescentou, revelando que pelo menos 70 cidades catarinenses estão ameaçadas de terem agências fechadas.

Marcelo e os demais vereadores preparam o encaminhamento de um ofício à ECT pontuando a importância dos Correios para Barra Velha, e lamentando a situação. No ofício, eles acentuam a importância da agência para a história da cidade, e ainda reivindicam que a locação por parte da Prefeitura seja transitória, garantindo a continuidade dos serviços na cidade, e manutenção do quadro funcional da estatal.

Em Barra Velha, na nova sala a ser locada, no início da Avenida Thiago Aguiar, no centro, permanecerá o serviço de recebimento de correspondências, e também do Banco Postal. Já o departamento de entregas será mesmo deslocado para São João do Itaperiú.

 

 

Câmara de Vereadores

Assessoria de Comunicação

■  Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 808


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar